traulitadas @ 09:27

Sex, 29/07/05

1.JPG

Vejam o enquadramento que lhe estão a dar nestes dias..................


Ou eu sou muito esquisito ou então.....................



traulitadas @ 09:12

Sex, 29/07/05

IMAG0075.JPG


Na Torreira, quem chega à Praça da Varina, vindo pela Avenida Hintze Ribeiro encontra um painel em azulejo se pode observar na imagem em cima.

Até aqui tudo bem, tratou-se efectivamente de um melhoramento e embelezamento que se deve louvar.





traulitadas @ 10:08

Qui, 28/07/05

cover100.jpg
Este é o ultimo album de Cristina Branco, "ULISSES" foi-me aconselhado por um amigo (Rui um grande abraço) e sem dúvida alguma aconselho a todos que descubram esta cantora portuguesa.

"Nascida e criada muito longe das casas de fado de Lisboa, nada na vida de Cristina Branco indicava que o seu destino seria o fado. Como acontece com quase todos os jovens portugueses nascidos depois da Revolução dos Cravos, os seus interesses musicais passavam pela canção popular, pelo jazz, pelos blues, pela bossa nova, mas não pelo fado. No seu entender, esse era o género de uma outra geração mas as suas certezas ficariam definitivamente abaladas no dia do seu 18° aniversário, quando o seu avô escolheu para prenda o álbum Rara e Inédita, de Amália Rodrigues, a mais importante voz de Portugal do século XX."

"Do Fado espera-se que traduza o sentimento trágico da vida: o sofrimento, a saudade e a impotêntia perante o destino. A tradição, já longa, do fado, depositou algumas 'fórmulas' para dar voz a esses sentimentos, cuja invariável repetição tem conduzido à delapidação desse tesouro expressivo, ao seu inevitável esvaziamento emocional, ao sobrevoar das palavras pelos cantores. O caminho de Cristina Branco é outro."


Descobrir Cristina Branco



traulitadas @ 10:03

Ter, 26/07/05

Hoje 26 de Julho comemora-se o dia dos Avós, para os meus avós que lá onde estão, sei que olham por todos os seus netos o meu reconhecimento por tudo aquilo que ainda representam.


Para todos os Avós em geral os Votos de Um Feliz Dia!!!


Aqui fica um Link para melhor entender a origem do dia dos Avós



traulitadas @ 09:54

Ter, 26/07/05

- Uma visita a Fátima, um lugar que continua a exercer em mim uma influência extremamente agradável . Um lugar onde a paz me invade. Atraveria até chamar-lhe um lugar "mítico".

- Visita à exposição de fotografia de Nelson da Silva, intitulada "Reflexos". Uma mostra fotográfica dos reflexos maravilhosos de uma Ria que continua a dar-nos imagens de uma beleza rara. Destaco uma fotografia de uma embarcação semi afundada, onde se pode observar um pouco do esquecimento de que a Ria tem sido alvo, mas, no entanto consegue transmitir um belo reflexo nas suas águas calmas, e do mesmo modo manisfestar uma imagem da luta que inumeros pescadores travam todos os dias para se manter à tona de água. Um reflexo dos tempos modernos......... Parabéns Nelson pelos maravilhosos reflexos que connosco partilhaste...

Duas visitas, dois lugares, um só sentimento de inumeros "Reflexos" : A Paz!!!



traulitadas @ 14:36

Qua, 20/07/05

12674.jpg

Quem nunca comeu Nestum?

Pois é..... quase todos consumiram ou consomem Nestum.

Mas o que tem este produto de extraordinário para ter merecido a minha atenção para um post aqui?

A resposta é fácil. O Nestum só é consumido por Portugueses. É um produto fabricado em Portugal, distribuido em Portugal tendo somente distribuição no estrangeiro onde residem comunidades Portuguesas. ( Esta informação confirmei junto da Nestlé Portugal, depois de ter feito uma pesquisa nos sites de outros paises da europa e não ter encontrado qualquer referência ao produto Nestum).

Como curiosidade aqui fica um pedacinho de história do produto retirado de WWW.superbrands.org.

Em Portugal a Nestlé, criadora da marca Nestum, iniciou a sua actividade no início do século. À época, e tal como no resto da Europa, também no nosso país se vivia uma grave crise ao nível da alimentação infantil. Ciente destas dificuldades o Prof. Egas Moniz, mais tarde Prémio Nobel da Medicina (1949), impulsionou a indústria leiteira nacional criando a primeira fábrica de leite em pó, em Avanca, no ano de 1923;- a Sociedade de Produtos Lácteos, Lda., que viria a ser o berço da Nestlé em Portugal.

A fábrica de Avanca foi muito bem aceite por pediatras e dietistas, que acolheram da melhor forma possível as suas inovações tecnológicas. Com o apoio permanente do Prof. Egas Moniz, que foi acompanhando a par e passo a vida e obra de Henri Nestlé, a Sociedade de Produtos Lácteos obtém em 1933 o exclusivo de fabricação e venda dos produtos Nestlé.

Por iniciativa da Nestlé, a marca Nestum nasce em Portugal no ano de 1958 com o lançamento da variedade Rico em Proteínas. E, desde então, registou um crescimento constante com sucessivos desenvolvimentos de produtos.

Qual foi o segredo do sucesso de Nestum? Em primeiro lugar, o seu posicionamento como o primeiro produto indicado para o pequeno almoço; em segundo lugar, a apresentação do produto sob a forma de flocos de cereais (dado que, até então, a oferta que existia no mercado era em pó).

Dez anos depois, e verificando-se o sucesso que o conceito e a marca estavam a ter, foram introduzidas no mercado duas novas variedades;- Nestum Arroz e Nestum Figos;- tendo esta última sido desenvolvida devido aos figos serem uma das mais apreciadas frutas na dieta mediterrânea.

Em 1971, é lançada no nosso mercado a variedade que revolucionou por completo o desempenho da categoria: Nestum com Sabor a Mel, onde se juntaram dois dos ingredientes preferidos de então;- Mel e Cereais.

Com a manutenção do posicionamento, ou seja, de Nestum como um produto indicado para crianças em idade pré-escolar mas consumido por toda a família, alargou-se a oferta.
Em 1981, Nestum introduziu o sabor a Chocolate, um dos preferidos pelas crianças, e Alperce, um novo sabor a fruta. Continuando a aposta em sabores culturalmente vincados e ao gosto de todos nós, a Nestlé apostou mais uma vez em frutos mediterrâneos, adicionando as amêndoas ao já consensual sabor a mel, criando assim mais uma nova variedade: Nestum Mel e Amêndoas.


PS: eu gosto muito de Nestum!!!!!



traulitadas @ 17:44

Ter, 19/07/05




É ao som de Jorge Palma que hoje caminho, os meus passos avançam numa cadência de uns acordes de piano numa música de título "Só". A calma contagiante, de uma melodia melancólica, uma balada própria de um passeio contemplativo.

Percorrendo as margens do rio da vida, hoje possuído de uma maré calma, absorvendo da natureza aquilo que mais precioso ela tem, a sua harmonia, a partilha plena de todos os seus elementos, onde presas não se preocupam com os seus predadores, que como descansam e armazenam energias para uma nova série de batalhas atrozes, saciando o espírito mais furtivo, guerreiroe selvagem.

Assim é o caminho que percorro, outrora batalhas travadas pela sobrevivência, agora caminhada contemplativa. São momentos como estes, de repouso, em podemos fazer o balanço das jornadas percorridas, armazenar forças para batalhas vindouras. Curiosa a forma como a musica pode condicionar comportamentos.....

Tantas foram as vezes em que nas cruzadas travadas, a falta de momentos relaxantes potenciaram atitudes comportamentais menos apropriadas, irreflectidas, e pouco verdadeiros.

O ser humano quando espicaçado, quando se sente traído é tomado por uma atitude comportamental violenta, por vezes irracional, onde talvez descobre que a melhor e mais fácil forma de travar combates é à razão da força em detrimento da força da razão...



traulitadas @ 10:21

Sex, 08/07/05

amola_b.jpg


Hoje vi um "Amola Tesouras".


Não longe vão os tempos em que as nossas terras eram "invadidas" por um Sr. simpático com um apito de som engraçado, apregoando "Amolador, tesouras e facas e guarda-chuvas".


Hoje em dia já não se dislumbram tais personagens, tendo sido catapultados para o imaginário colectivo de tempos idos.


 Como recordação fica aqui a história de um amolador no PÚBLICO, histórias de vida trabalhadas a partir de recolhas feitas pelo Núcleo Português do Museu da Pessoa - um projecto da Universidade do Minho.


 


Um bem haja para quem ainda luta pela sua "ARTE"...




traulitadas @ 10:12

Ter, 05/07/05

trilha_forte_2.jpg

Manhã fria, o sol teima em querer brilhar em aquecer mas outras forças se sobrepõem à sua luta, prevalecendo um frio incomodativo mas de certa forma agradável, estimulante e próprio da estação.

Começando a caminhada do dia, músculos tropos, respiração forçada e dolorosa de um ar frio e cortante que segue o seu caminho alimentando um corpo do bem precioso, catalisador de todo o mecanismo de vida. Foi assim que tudo começou graças a uns átomos que pelo acaso de uniram e deram inicio à mais maravilhosa aventura e caminhada até hoje descoberta. Da união de átomos se iniciou a génese da vida.

Curiosa e estranha associação. Para onde quer que tenhamos de caminhar, deveremos sempre ter em atenção que um elemento por si só não é suficiente, é sempre necessário um outro para que nos possamos fortalecer e tenhamos a capacidade de enfrentar os nossos trilhos, por vezes penosos, por vezes alegres, por vezes estimulantes, por vezes constrangedores.

Com maior ou menor dificuldade, vamos caminhando por nossa iniciativa ou empurrados por algo alguém que tantas vezes não entendemos. O sentido da caminhada, o percurso que escolhemos (in) conscientemente ou não, é condicionador do ponto de chegada. Mas onde queremos chegar? Queremos atingir a felicidade com todos os seus predicados, mas que fizemos nós para sermos felizes?

Não estamos sós, não podemos nem devemos caminhar sozinhos, e quantas vezes o fazemos e nos orgulhamos de que não necessitamos de ninguém?

Somos frontais dizemos o que pensamos olhos nos olhos, aliviamos as nossas tensões descarregando frustrações, mágoas naqueles que estão junto de nós, naqueles que são caminhantes de trilho comum, somos injustos por vezes, somos frios nas nossas palavras, tudo em nome de uma frontalidade exagerada, sem nos apercebermos que ao nosso companheiro de caminhada tais palavras magoam. Frontalidade sim, mas sem magoar injustamente.

Há alturas em que desistimos de certas caminhadas, nos desviamos do trilho e do companheiro de caminhada. Refugiamo-nos em nós, protegemo-nos de nós, fugimos de receios claros e efectivos, temos medo das nossas fragilidades, temos medo de nós...



traulitadas @ 14:24

Seg, 04/07/05

Um projéctil da sonda Deep Impact colidiu hoje, como previsto, com o cometa Tempel 1 a 37 mil quilómetros por hora, numa missão inédita destinada a conhecer melhor o processo de formação do sistema solar.

Foi a primeira vez que uma nave atingiu a superfície de um cometa, provocando a primeira sessão de fogo de artifício do espaço, que coincidiu com o feriado do Dia da Independência dos Estados Unidos.

O projecto Deep Impact, orçado em 333 milhões de dólares (275 milhões de euros), tem por objectivo determinar a composição do cometa. Segundo os cientistas, os cometas contêm os materiais originais do sistema solar, pelo que o seu estudo servirá par aprofundar os conhecimentos sobre a sua formação.

A colisão cósmica não alterou significativamente a órbita do cometa em volta do Sol e a NASA diz que a experiência não representa qualquer perigo para a Terra. (in portugaldiario.iol.pt)

Podemos observar como tudo se passou no site da Nasa.

Depois de vários estudos na terra, atingiu-se um patamar alguma vez alcançado no estudo espacial.

De facto um marco histórico para a Humanidade, mas tal como na Terra, estará a ordem espacial em perigo?


Porque nem sempre tudo tem que fazer sentido!!!
Julho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
21
22
23

24
25
27
30

31


Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO